Untitled Document
SÁBADO, 25 DE JUNHO DE 2022
23 de MAIO de 2022

Em desespero, concurseiro foi motivado a seguir em frente após carro pegar fogo

Chamas destruíram Ford Ka na Avenida Joaquim Murtinho. (Imagem: Reprodução vídeo)

Concurseiro, Washington Mariano, de 30 anos, teve o carro destruído pelo fogo na manhã de ontem (22), quando seguia para mais uma prova. O psicólogo contou que recebeu ajuda e motivação para em meio ao desespero, conseguir fazer a prova, a metros de distância de onde o veículo foi incendiado.

O veículo, um Ford Ka comprado em 2019, havia passado por revisão no sábado (21) justamente para a viagem até Campo Grande. Washington mora em Rio Brilhante. Ele saiu de casa com o filho na sexta-feira, seguiu para Nova Alvorada do Sul e depois, para a Capital.

"Fiz a revisão no sábado antes de ir e estava tudo ok. Não apareceu nada indicando temperatura no painel. Ele afogou e eu tentei dar partida pelo menos umas três vezes. Depois, fez um estalo e começou a pegar fogo. Puxei o freio de mão, peguei minha bolsa e tentei apagar com extintor", detalhou, explicando ainda que outras pessoas chegaram a parar e ajudar com extintor e areia para jogar no fogo.

O incêndio aconteceu no cruzamento da Avenida Joaquim Murtinho com a Rua Nova Era, no Jardim Bela Vista. Quando os bombeiros chegaram, o veículo já estava praticamente destruído. "Foi cerca de 10 minutos pra queimar tudo. Foi muito rápido", disse.

Aos prantos, o psicólogo foi conversar com uma militar dos bombeiros e foi motivado a seguir para a prova.

Ela me perguntou para onde eu estava indo. Disse que era para o concurso, então, ela falou: 'O que tinha para queimar aqui já queimou, vai atrás do seu futuro'. Aquilo me motivou, daí apareceu um rapaz que disse que me levava pro concurso", contou.

Durante a prova, vários flashes do que havia acontecido ainda apareciam na cabeça do concurseiro. Segundo ele, apesar de ficar traumatizado, tentava se acalmar para conseguir reler e fazer a prova. Após o concurso, a família voltou para casa de ônibus.

Washington chorando ao ver o carro destruído pelo fogo. (Foto: Marcos Maluf)

Washington chorando ao ver o carro destruído pelo fogo. (Foto: Marcos Maluf)

"Nunca passei por isso, graças a Deus, minha mãe e meu filho não estavam no carro. O carro era quitado, mas a gente fica triste, né. É muito trabalho e suor para comprar. Agora, estou me readaptando a conviver sem carro. Hoje, levei meu filho a pé para escola e saí mais cedo pra chegar no serviço", afirmou.

Washington relembrou que se formou em Psicologia no ano passado, mas que antes mesmo de se formar, já estudava e se candidatava a concursos. "Estava correndo atrás. Estudei tanto. Coloquei como meta passar em concurso e, então, venho fazendo várias provas", disse.

Ainda segundo ele, ficou emocionado após sentir a solidariedade e sensibilidade das pessoas. "O vídeo repercutiu bastante. Muita gente entrou em contato até de Portugal querendo ajudar. É muito emocionante", concluiu. 



Fonte: Campo Grande News



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  24/06/2022
Naviraí-Através do Programa Melhor em Casa, Gerência de Saúde leva atendimento domiciliar a pacientes debilitados
POLíCIA  24/06/2022
Três crianças são atropeladas por motorista de aplicativo em Campo Grande
SAúDE  24/06/2022
Falta de medicamentos no mercado já preocupa a Santa Casa de Campo Grande
POLíCIA  24/06/2022
Homem reage e mata pistoleiro em troca de tiros em bar
POLíCIA  24/06/2022
Helicóptero 'esquilo', do DOF, passa por autorizações para ficar apto a voar
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909