Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2022
15 de NOVEMBRO de 2021

Com aproximação do fim do ano, bombeiros alertam que rios e lagos não foram feitos para nadar

Major Fábio Pereira de Lima alerta para redobrar cuidados em rios, piscinas e lagos - Foto: Bruno Henrique

Com a aproximação do fim do ano, quando muitas pessoas viajam para locais com piscinas e rios, o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul alerta para que os cuidados sejam redobrados neste período.  No entanto, ressalta que rios e lagos não são para nadar.

O alerta vem sobretudo após Lucas de Jesus Benites, de 24 anos, morrer afogado no lago do condomínio Nasa Park, - localizado em Jaraguari -, município a 44 km de Campo Grande. O caso aconteceu na tarde do último domingo (14).

"Nesse mês e no próximo mês pode ocorrer muitos afogamentos, porque o pessoal está frequentando muito. Calor, pós-pandemia, tem vários fatores, o pessoal quer frequentar, quer se divertir, mas tem que ser com segurança", orientou o major Fábio Pereira de Lima.

É necessário que o local tenha dispositivos de segurança, como: coletes, boias, placa de sinalização, guarda vidas, entre outros. 

DISTÂNCIA DE SEGURANÇA

Ainda conforme orienta o major, quando a água bate no umbigo de uma pessoa adulta, o sinal já é de alerta.

"Ficou mais que isso já coloca em risco o banhista que está no local", ressaltou.

Em relação às crianças, a distância de segurança é apenas um braço.

"Nós orientamos que os pais ou responsáveis, não tirem os olhos jamais das crianças. A criança tem que ficar a distância de um braço do pai", completou.

COMO AGIR

Nos casos em que outra pessoa presenciar alguém se afogando, o Corpo de Bombeiros orienta que não seja feito o salvamento a nado.

A preferência é que seja jogado objetos, como cordas, boias, mangueiras e galhos, ou seja, tudo que a vítima consiga se segurar para ser puxada para fora da água.

 

OUTRAS ORIENTAÇÕES

O Corpo de Bombeiros aconselha também que não seja feito nenhum tipo de brincadeira e nem frequente locais desconhecidos.

Quando for feito o uso de bebidas alcoólicas, é recomendado para que o banhista não entre na água.

"Ao consumir bebida alcoólica, o reflexo diminui, então ele vai perder a noção e os reflexos em relação a segurança, podendo se afogar com facilidade", explicou o major Fábio Pereira.

Ainda referente as crianças, é importante tomar cuidado com baldes de água nas residências, o que também pode provocar afogamento.



Fonte: Correio do Estado



» VEJA TAMBÉM!
POLíCIA  28/01/2022
Pai e filho são presos em MG com R$ 1,5 milhão em drogas que saíram de MS
POLíCIA  28/01/2022
Motorista é sequestrado em 'boca de fumo' e bandidos pedem R$ 2 mil para libertá-lo
POLíCIA  28/01/2022
Contrabandista abandona R$ 77 mil em cigarros no meio de plantação de soja
GERAL  28/01/2022
Naviraí-Confira as ofertas desta Sexta-feira do Supermercado Santos
GERAL  28/01/2022
Naviraí-Administração Municipal adota novo modelo de gestão com investimentos que beneficiam diretamente a comunidade escolar
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909