Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 03 DE DEZEMBRO DE 2021
15 de OUTUBRO de 2021

MS tem queda no número de criminalidade segundo dados da Sejusp

Mato Grosso do Sul segue apresentando bons números no que se refere a segurança pública. Balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), dos meses de janeiro a setembro de 2021, mostra queda nos índices de criminalidade, se comparado ao mesmo período do ano passado.

O destaque está em Campo Grande, que obteve queda expressiva de 88,9% nos crimes de feminicídio. Em 2020, nove mulheres foram vítimas, enquanto em 2021, apenas uma. A Capital também teve queda nos crimes de homicídio doloso (-16,5%), homicídio culposo no trânsito (-8,7%), roubo (-9,7%), roubo seguido de morte (-60%), roubo em via urbana (-10,2%), roubo em comércio (-11,4%), e furto de veículos (-11,7%).

No interior do Estado dos 12 tipos de crimes monitorados pela Sejusp, 6 apresentaram queda: homicídio culposo no trânsito (-5,8%), roubo (-9,4%), roubo em via urbana (-16,3%), roubo ao comércio (-11,8%), furto de veículos (-10,5%) e furto em residências (-4,2%).

Secretário Antonio Carlos Videira diz que os números mostram o resultado dos investimentos do Governo na segurança pública

Para o titular da Sejusp, Antonio Carlos Videira, a redução nos índices de criminalidade é resultado dos investimentos em segurança pública. “Desde o ‘MS Mais Seguro’, que foi o maior programa de segurança pública da história de Mato Grosso do Sul, houveram investimentos de mais de R$ 160 milhões na nossa segurança que vão desde a capacitação dos servidores até a contratação, regularização de promoções e investimentos em tecnologias, renovação da frota, mas principalmente na inteligência que fomenta a integração e que gera os resultados que nós esperamos, ou seja, redução dos índices de criminalidade e maior sensação de segurança pública”, disse.

Apreensão de drogas

Fronteira com dois países: Paraguai e Bolívia, Mato Grosso do Sul teve aumento na apreensão de drogas. De janeiro a setembro deste ano foram 578,2 toneladas, enquanto em 2020 foram 577,2 toneladas. Desse total, o maior volume de entorpecentes apreendidos foi o do crack, com aumento de 9.687%, seguido da cocaína (161%) e pasta base, que apresentou aumento de 72%. Entre janeiro a setembro deste ano, 3.473 ocorrências de tráfico de drogas foram registradas em Mato Grosso do Sul.

“Esse ano já nos aproximamos das 580 toneladas. A maioria dessa droga tem como destino grandes centros consumidores, porém, há uma forte atuação no combate ao tráfico doméstico, aquele que fomenta crimes de furtos e roubos e nessa área também tivemos reduções importantes”, disse o secretário, citando aumento no número de viaturas, o lançamento do OCOP (Obtenção de Capacidade Operacional Plena), da Policia Militar (PMMS). “Na medida em que você fiscaliza mais o trânsito, estando mais presente na Capital e nos bairros, você consegue prevenir crimes. Tem sido uma constante as reduções e o grande desafio é manter a excelência da segurança pública em todo o Estado do Mato Grosso do Sul e mantê-lo sempre sendo o modelo para o restante do país”, concluiu.



Fonte: Dourados Informa



» VEJA TAMBÉM!
POLíCIA  03/12/2021
Três são presos em loja de celular de fachada com droga avaliada em R$ 1 milhão
GERAL  03/12/2021
Naviraí fará 900 exames de sangue para diagnóstico do câncer de próstata
POLíCIA  02/12/2021
PF desmonta esquema de tráfico de cocaína e cumpre mandados em Ponta Porã
POLíCIA  02/12/2021
PM deflagra ‘Operação Boas Festas’ com abertura oficial nesta quinta-feira
GERAL  02/12/2021
Com investimento de R$ 10,1 milhões, Azambuja entrega 151 veículos à Sanesul
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909