Untitled Document
SÁBADO, 16 DE OUTUBRO DE 2021
05 de AGOSTO de 2021

Dois sul-mato-grossenses são presos com carga de cocaína na fronteira

Militares paraguaios ao lado de uma das caminhonetes com cocaína (Foto: Divulgação/Senad)

Dois traficantes de Mato Grosso do Sul foram presos na tarde de ontem,  quarta-feira (4) em operação conjunta da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) e militares paraguaios na área rural de Capitán Bado, cidade vizinha de Coronel Sapucaia.

Eles estavam com 15 fardos de cocaína provavelmente trazida de avião da Bolívia. Conforme a assessoria da Senad, a droga que pesou 505 KG tinha até selo de qualidade em alto-relevo nos tabletes. 

Segundo a Senad, eles foram identificados como Pedro Henrique Ifran Stival e Ronaldo Rojas Flores. Em busca na internet, Ronaldo Rojas Flores aparece implicado em processo por tráfico de drogas de 2019, na comarca de Coronel Sapucaia.

Os dois estavam em duas caminhonetes, uma Ford Ranger e uma Toyota Hilux SW4 com placa de Ponta Porã. As caminhonetes foram interceptadas na fazenda Yaguarundi por agentes da Senad e militares da FTC (Força-Tarefa Conjunta) com apoio de helicóptero da Força Aérea do Paraguai.

Eles tinham acabado de carregar as caminhonetes em uma pista clandestina na fazenda. Os dois condutores abandonaram os veículos com a cocaína e correram para o mato, mas foram localizados e presos. A operação recebeu o nome de “Ninho de Dragões”.

Sob forte esquema de segurança, a carga foi levada para a base regional da Senad em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã, onde as equipes chegaram por volta de meia-noite. 

A Senad calculou em 3,5 milhões de dólares (em torno de 18 milhões de reais) o valor da cocaína em território paraguaio. Conforme a agência antidrogas paraguaia, o selo em alto-relevo nos tabletes com a sigla “UFC” é garantia de qualidade, além de indicar o local onde a droga foi produzida e o profissional de química encarregado da elaboração, uma espécie de certificação dos narcotraficantes. 

A cocaína será submetida a exames para saber a procedência. Ainda segundo a Senad, a análise em laboratório pode revelar a “receita” e quais produtos foram utilizados. Através disso é possível identificar o país de origem.

Pedro Henrique e Ronaldo Rojas serão levados para a capital Asunción.

 



Fonte: Campo Grande News



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  16/10/2021
Tempestade de areia impressiona
GERAL  16/10/2021
7 pessoas ficam feridas após chalana virar no rio Paraguai
GERAL  16/10/2021
PMA recolhe filhotes de beija-flor que caíram com ninho durante ventania
GERAL  16/10/2021
Naviraí-Confira as Ofertas validas para esse final de semana no Supermercado Santos
GERAL  16/10/2021
União Materiais Elétricos é inaugurada em Naviraí
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909