Realiação: Robson Kanoff
Editor: Umberto Cardoso
zum@tanamidianavirai.com.br
+55 67 9956-1909
POLíCIA
13/09/2012 05h36min
Polícia fecha inquérito e assassinos de estudantes responderão por sete crimes
[ Cleber Gellio ]

A Polícia Civil conclui nesta terça-feira (11), o inquérito do assassinato dos jovens Breno Luigi Silvestrini, 18 e Leonardo Batista Fernades, 19, executados a sangue frio, durante um latrocínio na noite do último dia 30 (quinta-feira) após serem abordados em frente ao Bar 21, em Campo Grande.

Os autores sequestaram os jovens que estavam em um veículo Pajero, no intuito de trocarem a caminhonete por 3 quilos de cocaína, na fronteira de Corumbá com a Bolívia.

Dayane Aguirre Clarindo, 25, o marido dela, Rafael da Costa Silva, 22 anos, apontado como autor dos disparos; Weverson Gonçalves Feitoza, 22 anos, conhecido como "japinha"; Raul Andrade Pinho, 18, e um adolescente infrator de 17 anos, irmão de Rafael foram indiciados. Uma sexta pessoa envolvida no crime, que teria a função de vender a caminhonete já foi identificado, e teve a prisão preventiva decretada.

Eles responderão por latrocínio agravado pelo concurso de pessoas, uso de arma de fogo, sequestro, tentativa de passagem de veículo para outro país, formação de quadrilha, corrupção de menor e ocultação de cadáver.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Defurv), só o crime de latrocínio com agravante, pode resultar em 25 anos de prisão.

Crime

Os dois jovens foram abordados por volta das 20h e foram assassinados no macroanel próximo à saída para Rochedo.

Depois Weverton, Daiane e Rafael seguiram com a Pajero, que é de propriedade da mãe de um dos jovens, e por volta das 23h passaram no posto da PRF Guaicurus, na BR-262. Depois seguiram até a ponte sobre o Rio Paraguai, mas não tinham dinheiro para pagar pedágio e então resolveram voltar.

Quando retornaram da ponte, os policiais do Departamento de Operações de Fronteiras (DOF) desconfiaram e seguiram o veículo. Quando perceberam o acompanhamento tático, a Pajero foi abandonada e os ocupantes fugiram. Daiane pegou carona com um caminhoneiro e Rafael e Weverton fugiram pelo mato. A mulher foi presa pela PRF no Posto Guaicurus.

TAGS: Policia Civil, Assassinato, sete crimes, estudantes

Fonte: Midiamaxnews

Umberto Zum
PUBLICOU: Umberto Zum
E-Mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Siga: @tanamidianavi

Comente a Notícia
mais noticias