Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

DOMINGO, 22 DE ABRIL DE 2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

13 de JANEIRO de 2018

Safra 2017/18 deve ter recuo de 4,1% na produção de grãos

Complexo soja foi maior responsável pelas exportações de MS em 2017 - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

O quarto levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) sobre a safra de grãos 2017/18 foi divulgado na última quinta-feira (11) e apontou que a produção terá recuo de 4,1 % em relação ao ciclo passado. Em números significa uma queda de 237,7 milhões para 227,9 milhões de toneladas, entretanto a área total registrada terá 61 milhões de hectares, registrando aumento de 1%.

ESTIMATIVAS REGIONAIS

Com o plantio das principais culturas já encerrado, soja e milho seguem atraindo a preferência do produtor, respondendo por quase 90% dos grãos produzidos no país. Para a soja, com queda de 3,2%, estão previstas 110,4 milhões contra 114,1 milhões/t do último período.

Em Mato Grosso do Sul, a Associação dos Produtores de Soja de MS (Aprosoja/MS), estima para 1ª safra de soja 2017/2018, uma área de 2,5 milhões de hectares e volume de grãos em 8,3 milhões de toneladas de produção total, com produtividade projetada na média de 54,0 sc/ha.

DE OLHO NO MILHO E NO ALGODÃO

No caso do milho total, a expectativa de redução de 5,6% muda de 97,8 milhões de toneladas para 92,3 milhões/t atuais. A primeira safra, com números menores nesta fase, pode ficar em 25,2 milhões de t, enquanto a segunda pode alcançar 67,2 milhões de toneladas, registro próximo da produção passada de 67,4 milhões/t.

De acordo com o estudo, o algodão apresentou melhor cenário, com aumento de 11,4% na produção da pluma, totalizando 1,7 milhão de toneladas e elevação de 11,9% de área. Este aumento, junto com o da soja, favoreceu a ampliação da área total plantada. O algodão marca números acima de 1 milhão de hectares, enquanto que a soja, com maior liquidez e possibilidade de melhor rentabilidade frente a outras culturas, tende a uma elevação média de 3,2%, podendo alcançar 35 milhões de hectares.

Na produtividade, levando em conta que algumas culturas ainda estão na fase de plantio, os números têm como base a sobreposição dos rendimentos apurados nas pesquisas de campo com o acompanhamento agrometeorológico e espectral realizado pela Companhia. A soja aponta para uma produtividade de 3.156 kg/hectare contra 3.364 da safra anterior. A pesquisa foi feita nos principais centros produtores de grãos do país, do dia 17 a 23 de dezembro.



Fonte: Correio do Estado



» VEJA TAMBÉM!
POLíCIA  22/04/2018
Indústria da carne encerra trimestre com aumento de 12,6% na produ  [...]
POLíCIA  22/04/2018
Paulista é preso com maconha, skunk e haxixe na rodoviária
GERAL  22/04/2018
Operador de máquina é encontrado morto dentro de carro submerso em  [...]
ESPORTE  22/04/2018
Paratleta de MS conquista medalhas de ouro em competição nacional  [...]
GERAL  21/04/2018
Naviraí-Pit Stop Gás continua com a promoção; Gás de cozinha a   [...]

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909